Marque uma Consulta

Fale Conosco e Marque sua Consulta

Telefone:
(31) 99941-4140

E-mail:
contato@dramariaalicepsiquiatra.com.br

Transtornos alimentares

Transtornos alimentares envolvem uma perturbação persistente de comer ou do comportamento relacionado à alimentação que

  • Altera o consumo ou absorção dos alimentos
  • Prejudica significativamente a saúde física e/ou funcionamento psicossocial

Transtornos alimentares específicos incluem

  • Anorexia nervosa
  • Transtorno de ingestão de alimentos esquivo/restritivo
  • Transtorno de compulsão alimentar
  • Bulimia nervosa
  • Picafagia
  • Transtorno de ruminação

Anorexia nervosa caracteriza-se pela busca incansável por magreza, medo mórbido da obesidade, imagem distorcida do corpo e restrição da ingestão relativa a necessidades, levando a peso corporal significativamente baixo ao ponto em que a saúde é comprometida. Esse transtorno pode ou não incluir purgação (p. ex., vômitos autoinduzidos).

Bulimia nervosa caracteriza-se por episódios recorrentes de compulsão alimentar seguidos por alguma forma de comportamento compensatório inapropriado como purgação (p. ex., vômito autoinduzido, abuso de laxantes ou diuréticos), jejum ou excesso de exercícios.

Transtorno de ingestão alimentar restritiva/esquiva caracteriza-se por evitar alimentos ou restringir a ingestão alimentar que resulta em perda ponderal significativa, deficiência nutricional, dependência de suporte nutricional e/ou perturbação acentuada do funcionamento psicossocial. Mas, ao contrário da anorexia nervosa e da bulimia nervosa, esse transtorno não inclui a preocupação com a forma ou o peso do corpo.

Distúrbio alimentar compulsivo caracteriza-se por episódios recorrentes em que as pessoas consomem grandes quantidades de alimentos e têm a sensação de perda de controle. Os episódios não são acompanhados de comportamentos compensatórios inapropriados (p. ex., vômito autoinduzido).

Picafagia é ingestão persistente de material não nutritivo e não alimentar que do ponto de vista desenvolvimental não é apropriado (i.e., picafagia não é diagnosticada em crianças < 2 anos) e não faz parte de uma tradição cultural.

Distúrbio de ruminação é regurgitação repetida de alimento depois da ingestão.

Os transtornos alimentares podem gerar sérios prejuízos na saúde do indivíduo, a anorexia nervosa, por exemplo, é o transtorno mental com maior mortalidade. Necessitam frequentemente de acompanhamento multidisciplinar que inclua psiquiatra, psicólogo, nutricionista entre outros profissionais.